Everton Cebolinha entra no radar do Milan para a próxima temporada

A pandemia do vírus corona até esfriou o mercado de futebol, mas não dissipou os clubes interessados ​​no Everton Cebolinha, no Grêmio. De acordo com a reportagem do jornal italiano La Stampa, o Milan seguirá novamente Cebolinha e planeja lançá-lo em 2021. As notícias ecoaram em terras italianas e foram copiadas por sites como Calciomercato.it e milanlive.it.

No entanto, a publicação lista o valor de possíveis negociações e a divisão dos direitos federais da Everton entre Grêmio, empresário Gilma Veloz, investidores e Fortaleza, o que dificultou a transação. No ano passado, a Tricolor solicitou a aquisição da Cebolinha por 40 milhões de euros (aproximadamente R $ 230 milhões a preços atuais, comparado a R $ 181 milhões em agosto do ano passado).

O Everton está prestando atenção ao ruby ​​desde o ano passado. O Milan fez uma proposta em agosto, pedindo à Cebolinha que custasse menos de 30 milhões de euros. O bom relacionamento entre o atual ex-líder Leonardo e Veloz é uma riqueza. No entanto, esta proposta foi rejeitada pelo Gremio.

O clube italiano não é o único clube que mantém o atacante focado. O Everton da Inglaterra e o Dortmund da Alemanha também costumam contatar a equipe do jogador.

O técnico do Everton, Carlo Ancelotti, reforçou o interesse que ele já manifestou em janeiro. Ele pretende contar com esse atacante e está próximo do início do ano. Por outro lado, o Dortmund Football Club espera liderar seus concorrentes, mesmo que o mercado esteja completamente paralisado.

Os alemães retomaram suas atividades esta semana e planejam investir 150 milhões de euros na próxima janela ao negociar com equipes ativas. O nome mais valioso é Jadon Sancho, que conversou com o Manchester United.

Até agora, o Everton não fez nenhuma sugestão na mesa do Grêmio. No ano passado, Beijing Guoan, da China, tentou alugar cebolinha comprando opções. Outros clubes europeus, como Nápoles, na Itália, e Atlético de Madri, na Espanha, também realizaram consultas, mas as negociações não avançaram.

Os principais jogadores da equipe Everton assinaram contrato com o Grêmio até 2023. A multa pelo desinvestimento no exterior foi de 120 milhões de euros, que excederam R $ 680 milhões a preços correntes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Releated